MARKETING DIGITAL: O QUE É E A IMPORTÂNCIA DE UTILIZÁ-LO.

christian.fwCom a revolução industrial e o surgimento da concorrência, nasce o que hoje se torna imprescindível para qualquer empresa: o marketing. A tecnologia evolui, a sociedade muda e surge a internet. Novamente uma grande mudança na configuração do mercado ocorre e surge o marketing digital.

Marketing digital, é de forma simplificada as práticas de marketing aplicadas no ambiente digital, ou seja, na internet e nas tecnologias móveis com o intuito de auxiliar e complementar as estratégias gerais da empresa.

Algumas pessoas podem estar se perguntando: “mas, por que eu deveria me preocupar com isso?” A resposta é bem simples: porque grande parte dos consumidores já se encontram no meio digital! Deixar de utilizar essa poderosa ferramenta não é apenas deixar de aproveitar uma grande oportunidade, mas principalmente, permitir que os seus concorrentes aproveitem a sua falha e conquistem seus espaços.

http://martinicadigital.com.br/wp-content/uploads/2015/05/post1.jpg

Dito isso, vamos listar aqui algumas estratégias simples que podem trazer grandes resultados para o seu empreendimento.

1- Identifique seu público-alvo e como atingi-lo de forma eficiente.

Saber com quem está falando é a melhor forma de adequar a sua linguagem e os meios utilizados para falar. Analise onde a maior parte do seu público está. São eles utilizadores de redes sociais, ou simplesmente buscam informações em sites? São pessoas que compram pela internet, ou apenas buscam informações e compram em lojas físicas? Qual linguagem mais adequada a essas pessoas, devo falar de forma coloquial ou utilizar uma linguagem mais formal?

2- Aposte na mídia correta.

Se você já conhece seu público, agora chega o momento de decidir quais ferramentas serão utilizadas para chegar a ele da melhor maneira. Redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram), Blogs, Sites, Canais no Youtube e outros serviços, são os principais meios que temos atualmente para conseguir impactar nosso cliente. Escolher de forma consciente poupa esforços em vão e traz melhores resultados do que simplesmente utilizar todos de forma errada e fraca.

3- Invista no conteúdo.

Não basta simplesmente decidir trabalhar com redes sociais e sites e não fornecer ao cliente nenhum conteúdo de seu interesse. Busque por assuntos que sejam pertinentes ao seu consumidor. Organize as informações que você deseja passar de forma inteligente e mantenha a periodicidade. Não adianta também postar algo hoje e só voltar a mexer com isso no dia 25 de dezembro para desejar um Feliz Natal!

4- Relacione-se com seu cliente.

Muitas pessoas acham que a internet serve apenas para vender e deixam de lado o seu maior potencial: o relacionamento! Não pense apenas em vender, vender, vender. Busque se relacionar com seu público-alvo, indo além de uma simples transação comercial. As pessoas gostam de ser ouvidas, bem tratadas e de obter respostas para seus questionamentos. Busque sempre responder às críticas da melhor forma, de agradecer os elogios e tente sempre criar proximidade com todos aqueles que compram seus produtos e/ou utilizam seus serviços. Se feito de maneira correta, essa prática não gera como consequência apenas as vendas, mas sim a fidelização do consumidor, algo tão difícil nos dias de hoje.

5- Aprenda com os seus erros e acertos.

Umas das maiores possibilidades que a internet nos oferece nos dias de hoje é o famoso Feedback! Redes sociais, sites e diversas outras ferramentas, já nos oferecem verdadeiros relatórios de como as coisas estão caminhando. Além disso, observe as práticas que mais estão dando certo, as que deram errado e avalie o porquê das mesmas. Identificar esses pontos, evita o comodismo e alavanca a evolução, nos impulsionando cada vez mais a buscar o melhor para o nosso empreendimento.

O marketing digital é algo muito mais abrangente e completo do que essas 5 dicas, mas com toda certeza elas são um bom ponto de partida para todos aqueles que buscam entrar no mundo digital. Existem inúmeras ferramentas no mercado que auxiliam no desenvolvimento dessas estratégias e o site Marketing de Conteúdo fez uma lista com quase 50 delas, que vale muito a pena você conferir. O link deles está logo aqui: http://marketingdeconteudo.com/ferramentas-de-marketing-digital/

post5_img

Já pensou em misturar neurociência e marketing? Pois é! Isso já existe.

christian.fw
Christian Alencar

Com o grande aumento na quantidade de empresas que surgiram no mundo pós-revolução industrial, surge também a concorrência e pela primeira vez a necessidade de se diferenciar e de apresentar melhorias atinge os grandes empresários e donos de indústrias. É ai que nos deparamos com o surgimento de algo primordial nos dias atuais: o marketing.

               Marketing, segundo a AMA (American Marketing Association) é a atividade, conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, entregar e trocar ofertas que têm valor para os clientes, parceiros e sociedade em geral. Na prática, podemos entender que marketing, de forma bem simplificada é a atividade que auxilia a empresa através de um planejamento para que a mesma possa atingir seus objetivos. Mas, o que isso tem a ver com a neurociência? A neurociência investiga o funcionamento do sistema nervoso, em seu estado normal ou patológico, principalmente os elementos anatômicos e fisiológicos do cérebro, relacionando-os com outras disciplinas, como a teoria da informação, a semiótica, a linguística, e outras que se ocupam da observação das reações comportamentais, dos mecanismos de aprendizado e aquisição do conhecimento humano. Juntando esses dois campos nasce o chamado Neuromarketing. Neuromarketing é o novo campo do marketing que busca estudar o consumidor e seu comportamento de forma mais profunda do que uma simples pesquisa. Ele busca entender o consumidor através da sua essência para descobrir estratégias que o atingirão da melhor maneira.

post5_img

http://grow3.com/wp-content/uploads/2014/11/brain-neuromarket.png

Atualmente o neuromarketing já está sendo aplicado em algumas áreas principais. São elas: Branding: Branding significa de forma simplificada gestão de marcas. O neuromarketing através de suas técnicas e pesquisas têm reunido informações capazes de fazer com que uma marca seja desenvolvida para se fixar cada vez mais na mente do consumidor. Design de produtos: Com o neuromarketing as empresas são capazes de entender a mente do consumidor e desenvolver produtos, embalagens e até serviços que provoquem estímulos automático e emocionais. Campanhas publicitárias: Muitas vezes somos impactados por campanhas que se tornam memoráveis e outras que nem sequer lembramos. Com o neuromarketing fica possível identificarmos o porquê desse fenômeno. A tomada de decisão: O neuromarketing demonstra como ambientes comerciais são capazes de influenciar totalmente nas nossas decisões e no nosso comportamento diante da compra.

post5_img02

http://www.encontresuafranquia.com.br/wp-content/uploads/2015/10/neuromarketing-2.jpg  

Portanto, vale a pena ficar de olho nesse novo campo de estudo, pois, além de muito atual ele promete grandes avanços e por consequência grandes resultados em relação a forma que nos comportamos no mercado. Entender a mente do consumidor pode contribuir de forma direta para o sucesso da sua empresa, uma vez que embasa as suas decisões, aumenta a eficiência das suas estratégias e diminui os riscos dos investimentos.

Ficou curioso e quer saber mais sobre esse assunto? O Site da UOL Economia (http://economia.uol.com.br/infograficos/2012/05/18/neuromarketing-veja-tecnicas-usadas-pelo-comercio-para-enganar-o-cerebro-e-fazer-o-cliente-gastar-mais.htm) preparou um “slide interativo” que demonstra algumas técnicas utilizadas para fazer o consumidor gastar mais. Caso você queira ver alguns cases reais o site da Exame possui um tópico inteiro sobre o assunto que com certeza vale a pena você dar uma conferida: http://exame.abril.com.br/topicos/neuromarketing.