Publicação do DOU autoriza implantação do curso de Medicina em Guanambi (BA)

As Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros (FIPMoc) estão aptas para cumprir a implantação do curso de Medicina em Guanambi (BA). Na manhã dessa quinta-feira (03/11), foi publicado, no Diário Oficial da União (DOU), a portaria que autoriza a implantação da Faculdade no município baiano, expedida pela Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC).

Segundo a publicação, o processo tem o objeto de estabelecer obrigações e deveres entre as partes para a implantação e funcionamento do curso de Medicina no município de Guanambi, conforme previsto no edital 6/2014.

De acordo com o Diretor Jurídico das FIPMoc, Dr. Élio Ribeiro Soares, este é o ponto final do Edital MEC/SERES 006/2014. “Temos um projeto que foi apresentado ao MEC e iremos cumpri-lo conforme o cronograma”, garantiu o diretor. Segundo ele, os próximos passos, para início dos trabalhos, é cumprir com o cronograma do edital. “O início das atividades do curso de Medicina tem um prazo fixado, a contar da assinatura do Termo de Compromisso e apresentação da Garantia de Execução”, concluiu o diretor.

POLO EDUCACIONAL

“Estamos levando um curso de Medicina de alta qualidade, com uma equipe de professores experiente e titulada, e faremos o nosso melhor para o curso ser um sucesso”, planejou a Professora Fátima Turano - Diretora Executiva e sócia proprietária das Faculdades integradas Pitágoras. Para ela, Montes Claros tem uma relação de reciprocidade com Guanambi, por ter características parecidas. “As duas cidades são polo de desenvolvimento econômico e educacional com muita influência nas cidades circunvizinhas”, afirmou.

“Após apresentação da Garantia de execução e, assinatura do Termo de Compromisso aguardávamos a publicação no DOU, que torna público e oficializa nosso compromisso com Guanambi”, revelou Fátima Turano.

“Fizemos um planejamento estrutural e de pessoal, que será acompanhado pelo MEC, prevendo a disponibilização de um prédio e utilização das unidades básicas de saúde do município, bem como dos hospitais, que atenda à proposta pedagógica prevista para o curso” completou a diretora.

SAÚDE PÚBLICA

Além da função educacional, onde novos médicos serão formados pela FIP-Guanambi, a população Guanambiense tem outros motivos para comemorar. “O projeto prevê, também, melhorias para os postos de saúde onde os alunos serão acompanhados de preceptores desde o primeiro período do curso, internato nos hospitais da região em função do número de leitos disponibilizados pela Prefeitura e para culminar, a residência médica em Saúde da Família”, ressaltou a diretora Executiva.

Para o próximo ano, fica a certeza de prosperidade, formação superior e conhecimento no sudoeste da Bahia com as FIP-Guanambi.

twitter

instagram

facebook